Dicas de Cartagena – Colômbia

Imagine vc caminhar por entre ruas cheias de casarões históricos que abrigam hotéis, bares e restaurantes, numa cidade que é cheia de vida, cores e sabores… Assim é Cartagena das Índias, ou Cartagena, na parte amuralhada.

Já explico: É que Cartagena possui uma parte mais nova, com prédios modernos, altos, uma cidade “normal”. Mas o que atrai os turistas do mundo inteiro é justamente o centro histórico, fundado em 1533, que é cercado por um muro. Por isso, inclusive, essa parte é chamada de cidade amuralhada. Nem preciso dizer então em que local se hospedar, né? 😉 Parte amuralhada sem qualquer dúvida. Até porque tudo o que há de mais interessante está por lá.

Frutas, me gusta mucho!
Cartagena, sua linda!

Como chegar em Cartagena? 

Cias aéreas como LATAM, Copa Airlines e Avianca levam para lá. Só que todos os voos fazem escala (Panamá, Lima, Santiago, etc). Como meu irmão e eu quisemos conhecer a capital, Bogotá, compramos um voo interno Bogotá – Cartagena, pela Avianca. O trecho saiu o equivalente à R$500,00. Valor referente ao início do mês de agosto.

Trajeto Bogotá – Cartagena (quase 1h30 de voo)

Quantos dias ficar?

Nós ficamos apenas 2 dias e achei pouco. Se vc tiver como ficar mais tempo na cidade – pelo menos 4 dias – seria o ideal para conhecê-la melhor. Ainda mais se quiser aproveitar as praias bonitas, afinal, elas não ficam na cidade. Pra isso vc irá precisar pegar um barco e ir para Islas del Rosario ou Isla Baru (1h mais ou menos de barco de Cartagena).

Como íamos para San Andrés depois e só tínhamos 2 dias, não fizemos nenhum passeio de barco e andamos o dia inteiro pela cidade. Não tem coisa mais gostosa para se fazer… Se perca pelas ruazinhas da cidade amuralhada, ande sem rumo… Observado a arquitetura, os vendedores, e quem sabe até alguém cortando os cabelos…

Corte de cabelo em plena rua de Cartagena

Não resisti e fotografei 😉

Onde se hospedar?

Como eu disse, ficar no centro histórico é o primeiro passo. Por lá, há várias opções de hotéis e hostels. Ficamos no Hotel LM, um hotel pequeno, com localização maravilhosa, quarto e banheiro amplos, equipe super prestativa (precisei de um médico no dia que chegamos e eles providenciaram já que o hotel tem um seguro), com piscina no terraço, ou seja, um hotel muito bom! Até suco de Lulo – pensa num suco incrível! – te servem no dia da recepção, fora os chocolates de mimo no quarto.

O único porém dele é um café da manhã sem nenhuma variedade de frutas, pães, etc. Não espere por uma mesa farta. As poucas opções de frutas e pães ficam expostos. Os ovos, panquecas, sucos e café são trazidos da cozinha da maneira que vc preferir: Ovos mexidos ou omelete, café com ou sem leite, panquecas ou não e um suco super aguado – diferente do dia da recepção, o que foi estranho -.

 

O que fazer?

Se vc está aqui no blog é porque quer saber todos os “tenho que fazer/ver” na cidade, certo? E vou contar, claro. Mas permita-me uma sugestão: Escolha alguma hora para vc ir descobrindo os cantinhos dessa charmosa cidade, sem programações pré definidas, sem relógio, sem rumo… Deixe a mágica Cartagena de Gabriel García Marquez, se revelar pra vc. E não espere menos da cidade em que o escritor disse ter nascido de novo. Ela é realmente especial.

As casas de Cartagena me encantam!

Cartagena é uma cidade em que o sol castiga! Se prepare para o calor, não esqueça do protetor solar na mala e tenha em mente que não irá aguentar caminhar pela cidade entre meio dia e 15h – vc quase não vê gente na rua esse horário -. Dica: comece o dia bem cedo para aproveitar bastante.

Torre do Relógio

Vamos começar pelo que foi a principal porta de entrada da cidade amuralhada: A Torre do Relógio. Ela está localizada na Plaza de los Coches. Praça esta que possui a estátua do fundador da cidade, Pedro de Heredia.

Torre do Relógio vista de fora da muralha – Cartagena
Torre do Relógio e estátua de Pedro de Heredia

Plaza de La Aduana 

A mais ou menos 300m da Torre do Relógio, essa praça é onde fica atualmente a prefeitura e importante espaço para eventos festivos da cidade.

Igreja San Pedro Claver

A igreja e mosteiro foram construídos no século XVII . O nome é uma homenagem ao missionário que lutou pelos oprimidos e libertação dos escravos.

Igreja San Pedro Claver
Em frente ao Santuário de San Pedro Claver

Plaza Bolívar + Museu del Oro Zenú

Uma praça pequena mas bem agradável para descansar e curtir uma sombrinha enquanto toma um café gelado – há um Café Juan Valdez ali, contei já sobre esse “Starbucks colombiano” no post sobre Bogotá –  ou quem saber comer uma fruta dos vendedores que estão sempre por ali. É comum vc também ver algumas apresentações de música e dança. Assistimos a uma no final de tarde, muito legal! Em frente à praça vc encontra o Museu do Ouro. Como já havíamos visto muuuuuito ouro no de Bogotá rsrs acabamos pulando esse ponto turístico. 😉

Dança na Plaza Bolívar

Catedral de Santa Catalina ou Catedral de Cartagena

É a principal Catedral da cidade. Começou a ser construída em 1577 e terminou 84 anos depois. Estava fechada quando fomos.

Cúpula da Igreja Santa Catalina ao fundo (a amarelinha)

Plaza Santo Domingo

A praça abriga a Igreja de Santo Domingo e uma escultura de Fernando Botero “Gertrudis”. Quanto a essa escultura de Botero, diz a lenda que quem tocar em seus seios terá longas relações amorosas. #ficaadica rsrs

É uma praça bem animada, principalmente no cair da noite, pois tem alguns restaurantes e bares.

Plaza Santo Domingo
Escultura Gertrudis de Fernando Botero – Plaza Santo Domingo

Teatro Heredia ou Adolfo Mejía

É uma construção linda, de 1911 e que me chamou de cara à atenção. Foi construído em homenagem ao primeiro centenário de independência de Cartagena da coroa espanhola (1811).

Teatro Heredia

Café del Mar

Podería incluir o Café em locais para se tomar um drink, petiscar algo. Mas o forte mesmo do lugar é o pôr do sol. Minha dica é chegar com uma horinha de antecedência para pegar uma mesa boa (leia-se: Com a melhor vista pro mar). O Café del Mar é point, não deixe de ir.

 

Café del Mar para relaxar – Choveu nesse dia (por isso as meninas da foto estão com o cardápio na cabeça rs)
Gostei da foto que o teteu tirou – Café del Mar
Pôr do sol no Café del Mar num dia que o tempo fechou e choveu (foto do celular)
Meu irmão e eu – Repare como estava tudo molhado
Trajeto da Torre do Relógio até o Café del Mar – tudo bem perto para vc caminhar

Muralha de Cartagena

A muralha foi construída para protejer a cidade dos ataques piratas e possui 12 km de extensão. A dica é andar por cima dela no lado em que fica a praia. Melhor hora? Final do dia.

Caminhada pela muralha

Bairro Getsemaní 

É um bairro cool, que fica bem próximo à cidade amuralhada – fomos andando – . Por lá há vários hostels, restaurantes e bares também. Além do famoso Café Havana – baladinha para dançar salsa que não fomos mas é bem conhecida – .

Bairro Getsemaní
Gostei da frase só não do calor 😉 – Getsemaní
Vendedor de frutas – Getsemaní

Se vc tiver mais tempo, não deixe de conhecer dois locais fora da cidade murada: Castillo de San Felipe de Barajas e Convento de La Popa – parte mais alta da cidade.

Onde comer?

La Mulata

Um restaurante simples, preço ótimo (um prato com um suco ficou o equivalente à R$35,00) e com comida deliciosa. Estava lotado no almoço mas não esperamos nem 5 minutos para uma mesa. Pedi um prato típico caribenho: Arroz de coco com camarão e abacate. Muito bom! Só não é muito grande. E o meu suco foi o de tamarindo, que em compensação é enorme rs 😉 Tome nota: Só aceita dinheiro.

Prato delicioso! Nome: Camarones Ajillo

La Terraza – Crepes & Waffles 

Além da grande variedade, preço justo e os pratos serem muito gostosos – o que já seria motivo o suficiente para conhecê-lo – o La Terraza tem uma vista linda. Mas para isso vc deverá sentar no terceiro e último andar, parte externa. No post de Bogotá falei sobre a conversão Pesos Colombianos x Real. Já vou passar convertido aqui pra vcs mais ou menos. Pedi uma salada caesar com salmão defumado (R$32,00) e uma limonada com coco – pelo AMOR de Deus vc tem que tomar isso! eu tomava TODOS OS DIAS. É simplesmente maravilhoso! Não deixe de experimentar e depois me conta o que achou. No La Terraza custou R$7,80-. Meu irmão pediu um crepe de carne, que segundo ele estava muito bom (R$17). Detalhe: Os crepes doces e waffles são deliciosos! Vale a pena.

La Terraza, Crepes e Waffles
No cair da noite a vista fica ainda mais bonita!
Salada Caesar, muito bem servida

Endereço La Terraza – Crepres & Waffles: Plaza de San Pedro Carrera 4

La Chevicheria

Se prepare para a espera! Chegamos para jantar bem cedo e mesmo assim tivemos que esperar por 1 hora. Ainda bem que sentados na parte externa do restaurante que por sinal, é bem pequeno. Falaram tanto desse lugar que a minha expectativa ficou muito alta. Achei o preço salgado e o ceviche gostoso mais nada de mais, sinceramente. Um ceviche peruano sai à R$58,00.

Ceviche peruano no Restaurante La Chevicheria

Endereço: Calle 39 # Carrera 7

La paleteria

Pra tomar a melhor paleta da vida! Pelo menos pra mim 😉 Local minúsculo, apenas uma porta discreta com uma placa pequena indica o local que tem a melhor paleta que comi na Colômbia – e olha que provei várias -.  Não deixe de experimentar a chamada Galleta de la abuela, para mim foi a melhor! Quanto ao preço: o equivalente à R$6,00 mais ou menos.

La Paleteria – Cartagena
La Paleteria – Cartagena

Mezcal Café

Ir à Colômbia e não tomar café não tem como né? E este é um local super agradável e com um café muito gostoso. Fomos no meio da tarde pra fugir um pouco do calor que fazia lá fora. O ar condicionado é sempre muito bem vindo na cidade. O Mezcal Café fica bem em frente à Plaza de Los Coches.

Uma pausa no Café Mezcal
Café gelado – Iced cold-brew para refrescar

Choco Museu

Não tirei fotos mas é um bom local para levar chocolates para lembrança. São bem gostosos apesar de não serem baratos. Uma barra de Lindt no mercado em Cartagena estava mais barato, acreditam? Mas é uma boa lembrança para trazer pro Brasil, assim como algum café. Trouxe do Juan Valdez.

Restaurante Fuerte San Sebastian Del Pastelillo – Club de Pesca

O único local mais afastado que fomos. Esse restaurante fica fora da cidade murada, num forte. Toalhas branquinhas na mesa, almoço debaixo das árvores, vista bacana, mas caro na minha opinião. Comemos melhor ou tão bem quanto por bem menos na Colômbia. Vai do que vc está disposto a pagar pelo local mesmo, que é bonito.

Mesa bem reservada com vista – Club de Pesca
Entrada, cortesia da casa – foquei na vista mesmo rsrs
Prato: Langostinos al Coco
Atún em crosta de Ajonjolí Blanco Y Negro – prato com atum selado e purê de banana

Segundo o meu irmão, o prato dele estava divino. Foi esse atum selado. Então se vc for já sabe qual pedir. Ah, sem esquecer da limonada com coco, por favor!!! 🙂

Observações finais

Se eu pudesse voltar eu certamente voltaria… Cartagena é um destino encantador! Gostaria realmente de ter ficado mais na cidade. Espero que o post tenha te ajudado. Se vc ainda não me acompanha no Instagram deixo ele aqui @mirelleserra

Até à próxima, Cartagena!

Um beijo e volte sempre,

Mi